Notícias

Projetos incentivados levam arte e educação a mais de 20 mil pessoas

20/11/2017

População de Campinas terá oportunidade de ver três apresentações gratuitas,

frutos dessas ações até o final do ano

Um ano, nove projetos e mais de 20 mil pessoas atingidas por arte e cultura em várias cidades do Estado. Somente em 2017, iniciativas produzidas pela Direção Cultura com patrocínio de empresas por meio da Lei Rouanet e ProAC foram responsáveis por abrir novas janelas e expandir o olhar de milhares de crianças, jovens e adultos com música, da dança e do teatro, em escolas e auditórios da periferia da cidade de São Paulo e do interior.

Em Campinas, ainda estão agendadas três apresentações até o final do ano: no Centro Cultural Joaquim Egídio, onde crianças mostram o que aprenderam nas oficinas de canto, viola, violão, teatro e artes visuais; e no Bosque dos Jequitibás e no Centro de Convivência, com espetáculo sobre diferenças e inclusão. (ver programação abaixo)

Com quase R$4 milhões investidos por meio dos incentivos fiscais, 21 empresas puderam ajudar a disseminar novas formas de conhecimento, lazer e entretenimento para a comunidade das formas mais variadas possíveis para atrair a todos, mas sempre com a proposta de tornar acessível a arte e propagar todo poder de transformação e educação que ela tem.

Com o objetivo de levar a cultura à população, a Direção Cultura consegue viabilizar o projeto que melhor se identifica à empresa. Ao longo dos anos, a produtora cultural foi se tornando a consultoria mais especializada em leis de incentivo da Região Metropolitana de Campinas (RMC). As empresas têm até o dia 28 de dezembro para escolher os projetos para os quais querem destinar parte de seu imposto por meio das leis de incentivo.

No total, foram 65 empresas parceiras, 780 projetos em 150 cidades que atingiram um público de 870 mil pessoas ao longo dos 18 anos que a consultoria completa neste mês de novembro. Neste ano de 2017, por meio da Lei Rouanet, o projeto Teatro nas Escolas encantou crianças de escolas públicas, CEUs e instituições de terceiro setor. A mesma lei é a viabilizadora das Oficinas Culturais, projeto que ensina teatro, canto, artes visuais e instrumentos para crianças de Campinas e Sorocaba.

Já o ProAc viabilizou a apresentação de uma peça sobre as diferenças em escolas, teatros, praças e parques de quatro cidades do Interior do Estado e também o projeto Clássicos em Cena, com a apresentação de grupos e a “tradução” do maestro Parcival Módolo. “Iniciativas como essas são pequenas no mar de possibilidades que temos. E esse é o trabalho da Direção Cultura: colocar projetos e empresas em contato, de acordo com o perfil de cada um, para que juntos possam viabilizar a cultura para a comunidade”, explica Antoine Kolokathis, diretor da Direção Cultura.

Sinal digital

Outra iniciativa interessante foi a parceria entre a consultoria e o Seja Digital, na qual crianças de 6 a 10 anos foram informadas de forma lúdica a respeito da migração do sinal analógico para o digital da TV aberta. Batizada de Caravana da TV Digital nas Escolas, a iniciativa levou contação de histórias, dança, mágica, música, performance circense e teatro para escolas públicas de bairros com população predominantemente de menor renda em 35 municípios do interior paulista.

 

SERVIÇO

Espetáculo Cada um é Um (dias 25 e 26 de novembro no Centro de Convivência, às 10h e às 13h, e no Bosque dos Jequitibás, às 11h e às 15h30)

Apresentação de alunos do projeto Oficinas Culturais (dia 2 de dezembro, às 11h, no Centro Cultural Joaquim Egídio)