Notícias

A música caipira de raiz sumiu? Não no distrito de Joaquim Egídio, em Campinas

08/05/2018

Valorizar a história e essência brasileiras é um dever quando falamos de projetos culturais. Vamos combinar que a música caipira, de raiz, do sertão, é um dos melhores exemplos da nossa cultura, e aqui na Direção Cultura trabalhamos muito pra que não desapareça!

Ao longo de 2018 alunos e moradores do entorno da Escola Estadual Francisco Barreto Leme, em Joaquim Egídio (distrito rural de Campinas/SP), terão acesso a aulas e apresentações gratuitas de violão, viola caipira e canto coral. As atividades contam com patrocínio da Aviagen por meio da Lei Rouanet e são um sucesso na região desde 2017, quando as aulas foram iniciadas pelo projeto Oficinas Culturais, ambos idealizados pela Direção Cultura.

João Paulo Amaral, professor especializado em viola caipira e coordenador do projeto, conta que “os alunos, em sua maioria, são moradores da zona rural; percebemos o interesse e curiosidade em aprender música, seja nas aulas de violão, viola caipira ou canto. Como o enfoque é a música caipira, que muito fala do cotidiano rural, nossa intenção é que eles se identifiquem e reforcem seus laços familiares e com as gerações anteriores”.

Além de mostras interdisciplinares na própria escola, os alunos participarão de festivais gastronômicos e culturais da região e apresentações em festas populares tradicionais de Joaquim Egídio e Sousas, eventos que estimulam o aprendizado e a autoestima dos alunos e reforçam a tradição caipira.

Confira algumas fotos!